"Caso o cotidiano lhe pareça pobre, não reclame dele,

reclame de si mesmo que não é poeta o bastante

para evocar as suas riquezas."


Rainer Maria Rilke

Cartas a um jovem poeta.Porto Alegre: L&PM,2006.p.26




sábado, 24 de setembro de 2016

Ponto de partida e chegada

Não é novidade para ninguém que a vida é uma passagem.
Essa semana foi assim. Um grande amigo partiu.
Foi muito difícil, mas ao mesmo tempo nos deixou muitas lições.
Não dá para deixar para depois o que tem de ser dito ou feito. Não dá para guardar sentimentos: ame, ame, ame!- porque quando chegar a hora alguma coisa acontecerá, apenas para justificar a partida.
Da mesma forma é o nascimento.
Pode ser um atropelo, mas se tem que acontecer - virá e pronto!
Assim foi com o filhotinho da cadela das ciganas. Um mês antes chocou-se com um carro, mudou de lugar na barriga da sua mãe, mas nem por isso desistiu da vida. Na madrugada de 22 de setembro, ele "aportou" nesta terra.
video

Oh! Bichinho guerreiro! Seja bem-vindo, seu Pinguinho! É chegada a tua hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião ou comentário.Obrigada!